A CNH

A verdade é que no dia que se completa 18 anos você acorda e vai direto para a auto escola se inscrever para as aulas da CNH.

Você não?
Nem eu! Fiz a carteira já com 20 anos, e nem ligando para o retardo bienal.

Antes eu não via a necessidade, tínhamos apenas um carro que ficava com meus pais e depois ficamos sem carro. De qualquer forma, eu ia para a escola a pé, ia trabalhar a pé, para a faculdade pegava o micro e quando comecei a orar/namorar ganhei a carona fixa para igreja, lanches e etc. Dirigir pra quê?

Até que, casei.

Um carro para duas pessoas que trabalham, agora, longe do novo lar. Horários diferentes de compromissos, alguns perto, outros nem tanto. Havia chegado a hora de enfrentar a maior chatice de todos os tempos: aulas de auto escola.

As teóricas são, certamente, piores que as práticas – ainda que estas últimas me obrigaram a acordar às 6h da madruga durante 16 dias, as outras 4h foram noturnas. No total, acho que foram 4 meses até fazer todas as aulas e provas e a carteira chegar.

Fui aprovada na primeira prova prática, graças a Deus!

Assumo em público, sem vergonha e com honras, que o maior responsável por isso tudo é meu marido. Ele foi o maior incentivo de todos. Me levava para lugares isolados para treinar comigo, com a maioooor paciência do mundo, me encorajava a praticar nos horários livres, e, doido varrido, até me deixou ir sozinha no mercado um dia (duas quadras de casa), mesmo antes de concluir as aulas. Me encorajou, disse que eu conseguiria, e hoje ele é meu caroneiro a partir das sextas a noite.

Sim, no fds o carro vira de mulherzinha! Sábado carrego as meninas da dança, depois do ensaio eu e ele vamos ao mercado, e todas as voltas do final de semana ficam por minha conta.

Eu adoro dirigir! E ele (diz que) gosta de ser minha carona.

Tudo isso pra dizer que eu gosto muito da autonomia de dirigir. É liberdade sim, que deve ser exercida com respeito, cautela e muita, mas muita paciência. É um gostinho que vale a pena. Eu, o pendrive no som e Deus – quando o excelentíssimo não está comigo!

#euamodirigir
#amobemmaisomeumarido

Anúncios

5 comentários sobre “A CNH

  1. É o meu maior tesouro neh?!??! Sua linda!!! Quase chorei (ou quase dei gargalhadas) lendo esse post!!! Te amo muito e as suas conquistas são as minhas meu amor!

    Fico bem orgulhoso em ver a minha branquinha de braços fininhos dirigindo o flecha branca, toda faceira hauhauahuah… Não poderia deixar de comentar também que a Tai é uma ótima motorista, tem muito talento, noção de espaço, coordenação motora! Ah, e o pé é beeeem pesadinho heheeh, mas ela sabe que tem que dirigir devagar, e com muito cuidado, pois ela não é a Taiane Schumacher, e sim Taiane Schneider (essa foi palha huahuah). Beijos linda!!!

    Curtir

  2. Te super compreendo, minha carteira chegou somente depois de vencer o processo, acredita?! (Um ano e 20 e tantos dias) Claro que isso por uma pequena parcela de culpa minha, que tive que fazer a prova prática só umas 3 vezes.. hahaha Mas vale MUITO a pena a conquista! E vamos lá colocar para baixo o ditado que diz: “mulher no volante perigo constante”.. #let’sgodriving

    Curtir

    1. Guriaaa aheuahueue Que sufoco! Mas agora tudo está ok, só praticar e ser as melhores possíveis né? Acho que no trânsito mais que trocar marcha e balizar devemos ter paciência, respeito e sermos gentis, só vemos gente doida e estressada né? hehe Vamos fazer a diferença! Beijo linda!!!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s