O mal de cada dia

Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal. – Mateus 6:34

Conclusões:

Não devemos nos preocupar com o que nem sabemos se vai acontecer

– Devemos aceitar o que não podemos mudar

– O dia de amanhã trará novas situações que ainda nem imaginamos

– O dia de hoje já teve sua cota de mal

– O dia de amanhã terá sua cota de mal

Alguns dias acontecem na proporção 1000/1 de bom/mal. Outros 990/10. Quem sabe 100/900? Alguém já teve 1/1000?

Não sei se é possível mensurar desta forma, mas entendo que mesmo proporcionalmente um 1000/1 pode perder para um 1/1000. Aquele dia em que uma notícia ruim se torna uma nuvem gigante em cima das milhares de coisas boas que há em nossas vidas, e não enxergamos mais nada. Ou quando nós mesmos deixamos algo pequeno se tornar uma grande dor.

Acho que de uma certa perspectiva, este versículo fala mais de nós do que do dia mal. Nós devemos confiar em Deus, nós devemos descansar, nós devemos aceitar o que não podemos mudar, nós devemos mudar o que pode ser mudado. Nós temos as rédeas de nossas vidas! Nós escolhemos melhorar o que está bom e piorar o que já está ruim.

Não é tudo uma questão de perspectiva?

Eu acredito que sim. E eu prefiro a perspectiva de Deus, sabendo que o “livrai-nos do mal” vale para todos os dias, e que depende de mim não me preocupar (tanto) com ele.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s